Até quando?

Quando vamos aprender a agir enquanto ainda há tempo para se fazer algo? Quando vamos assumir o fato de que o patrimônio público é nosso e não do governo? Até quando vamos terceirizar responsabilidades?

Anúncios

Sobre a greve e a reforma trabalhista

Tomando como base a reação das pessoas nas redes sociais sobre o tema, seguem algumas ponderações que julgo importantes.

As reformas do governo Temer

É inegável que o Brasil precisa de reformas. Dentre as mais importantes estão a da Previdência, a Trabalhista, a Política e a Tributária. A ausência delas têm contribuído decisivamente no agravamento da crise que parece não ter fim. Porém, o governo Temer prega que é preciso haver um sacrifício de todos para acabar com a crise, mas ele próprio está pouco disposto a cortar parte de suas benesses.

A magia dos musicais!

É impossível não pensar no enorme esforço intelectual para compor mais de duas horas de música; do difícil ajuste que precisa ocorrer entre letra e melodia, principalmente quando a primeira precisa de tradução; da árdua preparação dos atores para decorar as letras, melodias, coreografias, entradas e saídas, etc.; enfim, é um trabalho monumental que, além de apreciado, precisa ser muito valorizado.

1° aniversário do blog!

Está sendo uma experiência muito agradável registrar e compartilhar meus pensamentos e ideias com vocês; é uma prática que, sem dúvida, pretendo repetir em 2017, tentando - sempre que possível - aumentar a frequência de publicação dos posts.

O Judiciário também é culpado!

Foram décadas de inércia do Ministério Público e da Justiça frente ao combate à corrupção. Milhares de processos arquivados, crimes prescritos, penas brandas... O Judiciário colaborou para esse clima de "vale tudo" no Legislativo.

Só a tragédia é capaz de nos humanizar?

Independentemente do time de futebol, da nacionalidade, da disputa de um campeonato, tratam-se de pessoas que tinham sonhos e os compartilhavam com familiares e amigos. Vidas que foram abreviadas em sua maioria no seu auge. Nos entristecemos, choramos e nos solidarizamos com suas perdas.

Sobre o financiamento privado de campanhas eleitorais.

O que se viu, na prática, foram campanhas mais baratas, fim da pirotecnia publicitária, políticos sendo obrigados a sair do conforto de seus comitês / gabinetes para fazer campanha corpo-a-corpo nas ruas e a solicitar ajuda, inclusive financeira, dos filiados do seu partido e dos partidos da sua coligação. 

A amizade verdadeira é para sempre? 

Essa confiança e certeza da amizade indestrutível parece também não levar em conta o fato de que o futuro não nos pertence. Coisas boas ou ruins podem acontecer e talvez aquele encontro que há muito estava para ser marcado, aquela conversa que sempre foi postergada não sejam mais possíveis de serem realizados.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: